segunda-feira, 11 de abril de 2011

As mães de Chico Xavier - Minha cena preferida

Esse final de semana por duas vezes me fez lembrar um trecho do filme As mães de Chico Xavier, uma cena muito bonita, a minha preferida. Elisa é mãe de Theo, que está para completar 5 anos, um dia Theo vai passear com a babá de bicicleta, ambos saem feliz com o passeio, mas por se assustar com um cachorro a babá perde o controle da bicicleta e Theo cai, batendo a cabeça; dias depois o menino se queixa de dores fortes na cabeça é internado e morre. Elisa vai visitar Chico Xavier e ele sabendo do acontecido lhe pergunta se ela já agradeceu a babá, ela fica um pouco surpresa com essa pergunta, diz ao Chico que já perdoou, mas agradecer não, talvez nem tivesse lhe passado pela cabeça isso, e por isso mesmo essa é uma das minhas cenas preferidas, porque sei que é baseada num fato real, e agente muitas vezes só vê um lado da moeda, e geralmente olhamos apenas para o lado que nos convêm. Chico então naquela imensa generosidade explica à Elisa que a babá foi um instrumento usado para o desencarne de Theo, imagine se Theo tivesse caido dos braços da mãe, que culpa se instalaria com sua morte prematura, nada acontece por acaso, tudo tem um propósito maior, nós que muitas vezes insistimos em fechar nossos olhos para aquilo que está tão claro à nossa frente, Chico tinha algo raro, tinha essa capacidade de ver além, de sentir com a alma imortal e sábia, mas tarde Theo através da psicografica envia a mãe notícias, e lhe explica que ele já nascera com uma doença, o tombo só veio a manifestar aquilo que com certeza mais cedo ou mais tarde se manifestaria, outra parte tocante, afinal ao que nós transmite o filme, Theo não sofreu, talvez se não sofresse o tombo, sua doença se manifestaria mais tarde, trazendo talvez maior dor, ressalto: Nada acontece por Acaso.
Agradecer, acho que essa é a palavra chave, junto com as palavras perdão e amor.

Uma linda semana de paz para todos!!!

3 comentários:

  1. Nossa adorei seu texto... Vc escreve maravilhosamente... Coloquei seu texto no meu blog identificando de onde tirei... teria algum problema? felicidades

    ResponderExcluir
  2. Muito Obrigada!!!
    Fique a vontade para utilizar o texto, agradeço por colocar referencias!!!
    Volte sempre!!!

    ResponderExcluir
  3. Desde junho/2010 tenho sofrido com o falecimento de minha mãe, essa cena trouxe respostas e uma nova vida pra mim a partir de hoje. Me senti liberta de uma culpa, por não estar também ao lado dela no momento assim como Elisa com Théo. Agradeço a ti por descrever a cena de forma tão fiel... Vou compartilhar, ta?!

    ResponderExcluir