terça-feira, 30 de agosto de 2011

Quando a gente ama

Quem vai dizer ao coração,
Que a paixão não é loucura
Mesmo que pareça
Insano acreditar
Me apaixonei por um olhar
Por um gesto de ternura
Mesmo sem palavra
Alguma pra falar
Meu amor,a vida passa num instante
E um instante é muito pouco pra sonhar
Quando a gente ama,
Simplesmente ama
É impossível explicar
Quando a gente ama
Simplesmente ama!

"Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço"

Percebo que já está na hora de fazer o que eu falo. E pensar melhor sobre o que eu faço. 


Hoje para fechar o dia fui assistir uma palestra, e é tão legal quando agente percebe que quando pede recebe, assim que estou me sentindo agora, recebendo as respostas para as perguntas que me tiravam o sono.
Outro dia uma amiga me disse: Viver é tão simples. Realmente viver não é tão complicado, quando se aplica das coisas boas que agente aprende, quando temos atitude e determinação.
Um tempo atrás me encantei com Anete Guimarães comprovando cientificamente que 100 arrobas com Jesus ficavam mais leves, quando agente começa prestar atenção agente percebe que viver segundo as instruções do Cristo é viver uma vida plena e cheia de realizações. Estamos aqui para servir, estamos aqui em nome do amor, da fraternidade, da caridade, dessas coisas que agente vê muito pouco nos telejornais.
Se eu quero o melhor pra minha vida, tenho que começar vivendo o melhor em mim, fazendo as melhores escolhas, abandonando antigos vicios, fazendo efetivamente aquilo que é construtivo e saudavel pra mim. 
A felicidade é o caminho não o destino, eu acredito nisso. Cada um faz seu caminho, cada um tem o livre-arbitrio para decidir qual direção seguir, assumir a responsabilidade por isso é fundamental para uma vida mais cheia de alegrias. Certas escolhas o levam pra frente, enquanto outras o mantêm no lugar, discernimento é fundamental na hora da escolha.

Despedida



Hoje eu estava pensando em escrever algo sobre o adeus, ou sobre despedidas, mas não encontrei muita inspiração dentro de mim, por isso resolvi ler o que outros escreveram sobre esse assunto. Encontrei então esse lindo texto que divido com vocês, acredito no sincronismo, que nada acontece por acaso, por isso sei que o encontrei por algum motivo especial, para responder alguma indagação minha.
Algumas vezes agente se vê agarrado a uma lembrança, insiste em carregá-la, sem se dar conta do fardo que ela se tornou, fazendo do nosso passo lento e sacrificante. A vida é leve... como diz Milton Nascimento A hora do encontro é também despedida, a plataforma desta estação, é a vida. Devemos receber com carinho o que chega, lembrando que aqui tudo é transitório, inclusive nós mesmos. Existem momentos em que a despedida se faz necessária, para que possamos permitirnos novos encontros.

DESPEDIDA

Existem duas dores de amor:
A primeira é quando a relação termina e a gente,
seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro,
com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva,
já que ainda estamos tão embrulhados na dor
que não conseguimos ver luz no fim do túnel.

A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.

A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços,
a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida:
a dor de abandonar o amor que sentíamos.
A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre,
sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também…

Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou.
Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém.
É que, sem se darem conta, não querem se desprender.
Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir,
lembrança de uma época bonita que foi vivida…
Passou a ser um bem de valor inestimável, é uma sensação à qual
a gente se apega. Faz parte de nós.
Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis,
mas para isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo,
que de certa maneira entranhou-se na gente,
e que só com muito esforço é possível alforriar.

É uma dor mais amena, quase imperceptível.
Talvez, por isso, costuma durar mais do que a ‘dor-de-cotovelo’
propriamente dita. É uma dor que nos confunde.
Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra. A pessoa que nos
deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por
ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos,
que nos colocava dentro das estatísticas: “Eu amo, logo existo”.

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo.
É o arremate de uma história que terminou,
externamente, sem nossa concordância,
mas que precisa também sair de dentro da gente…
E só então a gente poderá amar, de novo.
Martha Medeiros

domingo, 28 de agosto de 2011


O amor algumas vezes parece 

com um pequeno pássaro 
que por suas belas cores 
e perfeito canto é aprisionado,
colocado em cativeiro, 
para tornar-se um ornamento 
na vida daquele que o admira.

Ah se esses tolos soubessem, 
que os limites e barreiras 
existentes na gaiola 
não tem poder algum de aproximar, 
mas sim de manter afastado o objeto de ternura.

O amor algumas vezes 
nos mostra que aquele que enjaula 
fere a alma daquele que ama, 
quem acredita no amor, 
não enjaula. 
Quem acredita no amor 
não cria barreiras.

Abre os braços para receber, 
os fecha num longo abraço, 
com carinho toca aquele que ama, 
sem amarras, sem correntes. 
Permite ao ser amado ir-se 
quando necessário. 
Sabendo que esse voltará sempre, 
por amar aquele que lhe abre os abraços
com ternura.

Quando tudo dá certo

Sabe quando tudo sai melhor do que você planeja, ou quando você nem planeja e tudo ocorre perfeitamente em equilíbrio com o que você precisa.
Sim isso acontece, sempre que você estiver disposto a não se culpar por aquilo que você fez ou por aquilo que você deixou por fazer, toda fez que você não desperdiçar sua energia com expectativas e ansiedade, toda fez que você efetivamente optar por viver.
A realidade que vivemos é produto da nossa percepção e das escolhas feitas a partir dessa percepção. Estamos todos interligados e dessa conexão podem materializar-se os melhores momentos de nossas vidas, se assim permitirmos que aconteça. 
Ser feliz é possível, depende unicamente de uma opção, particular, por si mesmo.


Um linda semana pra todos

sábado, 27 de agosto de 2011

O preço do Milagre

   

Uma garotinha foi para o quarto e pegou um vidro de geléia que estava escondido no armário e derramou todas as moedas no chão.
Contou uma por uma, com muito cuidado, três vezes. O total precisava estar exatamente correto. Não havia chance para erros.

Colocando as moedas de volta no vidro e tampando-o bem, saiu pela porta dos fundos em direção à farmácia Rexall, cuja placa acima da porta tinha o rosto de um índio.

Esperou com paciência o farmacêutico lhe dirigir a palavra, mas ele estava ocupado demais. A garotinha ficou arrastando os pés para chamar atenção, mas nada. Pigarreou, fazendo o som mais enojante possível, mas não adiantou nada. Por fim tirou uma moeda de 25 centavos do frasco e bateu com ela no vidro do balcão. E funcionou!

- O que você quer? - perguntou o farmacêutico irritado. - Estou conversando com o meu irmão de Chicago que não vejo há anos -, explicou ele sem esperar uma resposta.

- Bem, eu queria falar com o senhor sobre o meu irmão -, respondeu Tess no mesmo tom irritado. - Ele está muito, muito doente mesmo, e eu quero comprar um milagre.

- Desculpe, não entendi. - disse o farmacêutico.

- O nome dele é Andrew. Tem um caroço muito ruim crescendo dentro da cabeça dele e o meu pai diz que ele precisa de um milagre. Então eu queria saber quanto custa um milagre.

- Garotinha, aqui nós não vendemos milagres. Sinto muito, mas não posso ajudá-la. - explicou o farmacêutico num tom mais compreensivo.

- Eu tenho dinheiro. Se não for suficiente vou buscar o resto. O senhor só precisa me dizer quanto custa.

O irmão do farmacêutico, um senhor bem aparentado, abaixou-se um pouco para perguntar à menininha de que tipo de milagre o irmão dela precisava.

- Não sei. Só sei que ele está muito doente e a minha mãe disse que ele precisa de uma operação, mas o meu pai não tem condições de pagar, então eu queria usar o meu dinheiro.

- Quanto você tem? - perguntou o senhor da cidade grande.

- Um dólar e onze cêntimos -, respondeu a garotinha bem baixinho. - E não tenho mais nada. Mas posso arranjar mais se for preciso.

- Mas que coincidência! - disse o homem sorrindo. - Um dólar e onze cêntimos! O preço exato de um milagre para irmãozinhos!

Pegando o dinheiro com uma das mãos e segurando com a outra a mão da menininha, ele disse:
- Mostre-me onde você mora, porque quero ver o seu irmão e conhecer os seus pais. Vamos ver se tenho o tipo de milagre que você precisa..

Aquele senhor elegante era o Dr. Carlton Armstrong, um neurocirurgião. A cirurgia foi feita sem ônus para a família, e depois de pouco tempo Andrew teve alta e voltou para casa.

Os pais estavam conversando alegremente sobre todos os acontecimentos que os levaram àquele ponto, quando a mãe disse em voz baixa:

- Aquela operação foi um milagre. Quanto será que custaria?

A garotinha sorriu, pois sabia exatamente o preço: um dólar e onze cêntimos! - Mais a fé de uma criancinha.

Em nossas vidas, nunca sabemos quantos milagres precisaremos.

Um milagre não é o adiamento de uma lei natural, mas a operação de uma lei superior. Sei que você vai passar esta bola pra frente!

Uma bola é um círculo, sem início, sem fim. Ela nos mantém unidos como nosso Círculo de Amigos. Mas o tesouro interior que você verá é o tesouro da amizade que você me concedeu.

Hoje eu passo a bola da amizade para você.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

"O acaso não existe. Quando alguém encontra algo de que verdadeiramente necessita, não é o acaso que tal proporciona, mas a própria pessoa; seu próprio desejo e sua própria necessidade o conduzem a isso" Hermann Hesse
fonte: http://katiabueno.blogspot.com/

Está na hora de abrir o coração e seguir em frente...... 

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Para refletir - No que cremos

Assisti a uma palestra um tempo atrás cujo tema era: No que cremos, aqui coloco um dos videos que o palestrante usou durante a apresentação que me chamou a atenção.









A familia do futuro (2007)

Seguir em frente, eis a incrível lição que o pequeno Lewis nos dá, nesse maravilhso filme da Walt Disney. Fazia tempo não me sentia assim ao final de um filme, com a sensação de que o mundo pode ser melhor, que as pessoas podem ser melhores. Tudo depende da maneira como cada um encara suas derrotas.
Agente tem o costume de olhar pra trás e ver os pesares, as mágoas, os ressentimentos, olhar o que perdemos, o que não tivemos, querendo resgatar alguma lembrança que possa fazer nosso hoje diferente, mas não podemos alterar o que já passou, o melhor caminho é esquecer o passado e seguir em frente, devemos olhar o passado como um propulsor para um futuro melhor.
Muitas vezes iremos errar, muitas vezes iremos perder, muitas vezes as coisas não vão sair como planejamos, é nessas horas que aprendemos, que crescemos, agente não aprende nada com o sucesso, aprendemos muito nos fracassos. Não que o sucesso seja ruim, o sucesso é persistir tantas vezes forem necessarias.
O filme também nos chama atenção para o projeção que fazemos para não assumir a responsabilidadade pelos nossos fracassos, colocar a culpa no outro e viver remoendo isso não nos leva a lugar nenhum, isso fica bem nitido na triste vida que levou o cara do chapéu coco.
Todos nós temos a chance de mudar, de olhar para o passado com outros olhos, de persistir naquilo que acredita, de ser melhor e se aprimorar cada dia nisso.
Seguir em frente, sempre!
A verdade nos faz livres, Wilbur disse isso a Lewis, Jesus já tinha nos deixado esse ensinamento, livres ficamos abertos para as respostas. As pessoas não se encontram por acaso, tudo tem uma razão de ser, todos temos uma razão de estar, quando escolhemos por seguir em frente, as portas se abrem, as peças se encaixam e a vida flui.






Pequenas Maravilhas (tema do filme)


Deixa ir tire o peso dos seus ombros pra seguir
sem se lamentar dos tombos
Deixa entrar essa luz que te define
no final ficarão somente as recordaçoes

A vida se faz com essas horas
Pequenas maravilhas na voz do coração
mundos se vão mas essas horas breves horas ficarão

No lugar das angustias põe a luz que vai brilhar
envolver a tua vida
Tudo bem se pra mim voce se volta eu ja sei
sentimento prevalece no final

A vida se faz com essas horas
Pequenas maravilhas na voz do coração
mundos se vão mas essas horas breves horas ficarão

Tudo que eu errei as aguas vão levar
Pois eu agora sei que estou no meu lugar

A vida se faz com essas horas
Pequenas maravilhas na voz do coração
mundos se vão mas essas horas pequenas maravilhas ficarão


quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Você já agradeceu?

Tem um tempo atrás escrevi um post com esse mesmo título, Você já agradeceu? Escrevi inspirada numa cena que vi no filme, As mães de Chico Xavier, lindíssimo filme, falei da minha cena preferida, que revi esses dias quando assisti novamente ao filme. 
Toda vez que vejo essa cena me emociono, me comovo e me coloco a pensar, pensar nas coisas simples, tão simples e que nos esquecemos, agradecer... 


Agente as vezes reluta em perder, ninguém quer perder aquilo que possui, e isso acontece por não conhecermos a verdade sobre possuir.


"O que é nosso, ou pode ser considerado nosso, é somente aquilo que podemos levar conosco para toda eternidade" (A força do Pensamento - Miramez, Sissi Antunes, p.59).


Um tempo atrás tive oportunidade de conhecer um homem, que trouxe muita alegria para a minha vida, era um homem com um brilho diferente, especial, meus olhos o viam assim, um herói que vinha de longe, um príncipe cheio de virtudes que me salvaria da monotonia em que se encontrava minha vida. Passei certo tempo na companhia desse homem e como era agradável, como era edificante estar com ele, conversávamos longamente, os mais diversos assuntos, filosofávamos, riamos tanto. Descobri com ele um novo idioma, na verdade dois, o espanhol, o italiano; ele me mostrou muito da culinária, muitos sabores novos, me contou sobre culturas diferentes, me despertou o interesse pela leitura, pelos grandes clássicos, pela boa música. Em menos de dois anos eu aprenderá o que não havia conhecido em toda a vida. Mas a vida queria me ensinar muito mais coisas, foi quando esse homem partiu da minha vida, e tive que encarar a triste e dura realidade, aquele príncipe nunca existiu. Foi um criação da minha percepção equivocada e ingenua, aquele homem era mais um lobo em pele de cordeiro; tive que encarar isso, tive que abrir os olhos para todas as mentiras, para toda a conversa fiada, para todas as promessas falsas, para tudo. 
O que ele me ensinou o que aprendi, isso é verdadeiro, mas quem ele era, era uma grande mentira ambulante, um grande ator.
Como qualquer ser humano imperfeito, sofri por enxergar a triste realidade, fui enganada; demorei dar conta da oportunidade tremenda que havia sido presenteada. Agente sempre olha para as perdas, e esquece de olhar os ganhos. 
Hoje me sinto feliz por ter conhecido aquele homem, sinto gratidão pelo que ele me ensinou, pelo que ele me trouxe de bom, por ele ter me feito enxergar a força que eu carregava em mim e que eu desconhecia, força para superar inclusive a verdade sobre ele, não louvo nem admiro o que ele fez, suas mentiras e falsidade, mas agradeço por ele ter passado pela minha vida, por eu ter oportunidade de ver com meus olhos que o mundo tem pessoas as quais não devemos devotar confiança.
As vezes passam pessoas por nossa vida, pessoas as quais nos decepcionam, magoam, ofendem, todas elas são apenas instrumentos para o nosso desenvolvimento, para nossa evolução, para o nosso progresso, quando conseguimos enxergar nossas perdas como conquistas, nos livramos das amarras que empatam nosso crescimento.
Agradeça também por suas perdas, tudo lhe é oferecido como degrau.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Nada é por Acaso...

Nada é por Acaso, nada acontece por acaso... 
Hoje fui assistir uma palestra e achei muito interessante o sincronismo, durantes os últimos dias tenho refletido e tentado buscar entendimento sobre algumas situações as quais se repetem, e cada dia uma resposta me chega. Tudo está no que pensamos e na energia que colocamos nisso, ainda grifei hoje no meu livro: "Somos o que pensamos, mas também pensamos o que sentimos" (A força do pensamento - Miramez, Sissi Antunes, p.51). 
O sentir e as emoções são agente potencializador do pensamento e da sua energia criadora, e disso não tenho dúvidas, quando agente pensa que alguma coisa não vai dar certo, agente põe um sentimento de derrota, de frustração antecipando o que inevitavelmente programamos pra acontecer, quando pensamos que algo será maravilhoso, sentimos uma imensa alegria, uma sensação de realização que antecipa o recebimento daquele algo maravilhoso.
É muito importante prestar atenção no que pensamos e no que sentimos, porque isso vai determinar o que vamos atrair, materializar em nossas vidas. Uma frase simples resumiu a minha busca desses últimos dias, que foi dita hoje pelo palestrante: "Onde estiver seu pensamento, ai está seu coração". E ainda hoje, a tarde, tive a oportunidade de ter um tempinho para ouvir algumas mensagens que um amigo gravou em Cd, que não por acaso encontrei ontem na arrumação que fiz nas gavetas, e numa delas uma mensagem que dizia: "A vida vai lhe dar de volta o que você deu a ela. Sua vida não é uma coincidência sua vida é uma consequência daquilo que você pensa e faz para ela."
Está mais do que na hora de prestar atenção, sintonizar com o mais lindo da vida, não deixar que o pessimismo, os conflitos e dúvidas afastem o coração daquilo que desejamos, nos colocando em desarmonia; Jesus nos deixou como ensinamento, Buscai e Achareis, aquilo em que dedica atenção, aquilo em que coloca o teu coração e isso que vai encontrar.

"Do ponto de vista terreno, o ensinamento: Buscai e achareis, é semelhante a este: Ajuda-te, e o Céu te ajudará. É o fundamento da lei do trabalho e, por conseguinte, da lei do progresso, uma vez que o progresso é filho do trabalho, e que põe em ação todas as forças da inteligência do homem." (O evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 25, p.250).

Caminhar é importante, ficar parado esperando que as coisas aconteçam por si é uma péssima escolha, é a ação, é a busca, que nos leva ao caminho para o encontro, ajuda-te, te descobre, descobre o que pensa, o que faz dos teus pensamentos, e assim o Céu te ajudará, o universo com sua ação, agirá em seu auxilio. 
Sobre encontrar as respostas dentro de ti


Não olhes para ídolos.
Não busques fora de ti mesmo.

A força do pensamento

Comecei a convite de uma querida amiga um curso, baseado no livro, A Força Do Pensamento de Miramez e Sissi Antunes. Hoje participamos da segunda aula onde foram abordados os temas: Ninho das Ideias, Sintonia comparada, Poder da mente e Comunhão.
Nem preciso dizer que o curso está sendo mágico pra mim, é muito bom quando agente busca e encontra. 
Tem um tempo iniciei uma busca que tem me levado a lugares incríveis, como a esse curso, quando iniciei o curso de psicologia,percebia que a mente e o comportamento eram estudados desapaixonadamente, eu sentia falta de filosofar; são poucos que estão lá buscando um entendimento, buscando mudanças, a maioria está apenas buscando um título, e a minha percepção na época me fazia também desapaixonada. Ainda não terminei minha graduação, a interrompi já tem um ano e meio, quando vi na minha frente um abismo, nada fazia sentido, tudo parecia desconectado na minha vida. Foi quando tive a oportunidade de parar, de olhar pra dentro de mim mesma e me dei a oportunidade de me encontrar. Hoje percebo o quanto desapaixonada eu estava pela vida, não apenas pela psicologia. 
Então percebi que o problema não era o curso, não era a própria vida ou as pessoas desapaixonadas ao meu redor, o problema tinha um único nome, e era o meu... o problema era eu, era a maneira como eu percebia o mundo, e como eu permitia que ele me afetasse, sempre claro, negativamente. Quando pude parar, pude me perguntar o que realmente eu buscava, o que realmente eu queria, quem realmente eu era, daí então pouco a pouco os sinais foram se mostrando, pouco a pouco eu fui me colocando no caminho, encontrando as respostas. 
Ainda, algumas vezes, sou resistente em aceitar certas verdades, mas por estar aberta ao entendimento da verdade sinais sempre me são mostrados, e cada dia peço que seja possível abrir minha percepção a esses sinais de maneira que eu me torne melhor a cada dia, encontrando entendimento, e provocando mudanças positivas em minha vida e na vida daqueles que me cercam.
O pensamento é fonte de grande poder, quando encontramos em nós boa vontade e determinação para usar desse grande poder somos capazes de efetuar grandes e significativas mudanças, sempre claro, positivas.


"A caminhada na luz depende de uma postura mental, que aqui chamaremos comunhão com o bem, como se nessa comunhão o ser se unisse em simbiose com o ideal a ser cumprido, antes mesmo de sua vivência: a ideia existe, e o ser já se liga a ela como uma realidade em sua existência, e não como uma possibilidade futura." (p. 47)



domingo, 14 de agosto de 2011

Meditações de Um curso em Milagres

Já fazia um tempo estava interessada em adquirir esse livro e finalmente tenho ele em mãos, ainda não li Um curso em milagres na integra, também porque ele é daqueles livros pra estudo, e um estudo pra anos de dedicação, não é atoa que é considerado a Bíblia do terceiro milênio. O livro Meditações de Um curso em milagres reúne alguns trechos do livro com lindas fotografias relacionadas ao tema da reflexão, achei muito bacana o formato, separado por temas assim como orientação dos organizadores do livro, ele pode ser lido do começo ao fim, aberto numa página ao acaso ou consultado por meio do índice remissivo, que remete o leitor diretamente para o assunto de seu interesse.
Sempre que eu puder deixo uma das citações por aqui, hoje deixo duas, uma que tirei ao acaso ontem e uma outra que tirei ao acaso hoje.


Sobre o fato de não existirem coincidências


Não existem acidentes na salvação.
Aqueles destinados a se encontrar se encontrarão, pois juntos eles têm o potencial para um relacionamento sagrado.
Eles estão prontos um para o outro. (p.148)


Sobre compreender a natureza da verdade


A verdade não vacila; ela é sempre verdadeira.
Qualquer coisa que seja verdadeira é eterna, e não pode mudar nem ser mudada. O espírito é, portanto, inalterável, porque já é perfeito, mas a mente pode eleger a que escolhe servir. (p. 48)



Morde e Assopra - Uma breve reflexão

Hoje vendo a novela Morde e Assopra lembrei daquele poema de Carlos Drummond de Andrade, A Quadrilha, pelo andar da história, muito provavelmente Julia fica com Ícaro, Naomi fica com Abner, Celeste com Aurio, que eu imagino ser o pai do filho que ela espera... Talvez Francisco deixe a batina pra ficar enfim com Melissa, vai saber se a Keiko volta e fica com Wilson, A "Pirulitona" desmascarada, deixa Xavier livre para Maria João, o fofinho do Davi bem que podia encontrar uma caipira bem ajeitada, pelo jeito o Akira vai se entender com a prima da ex-noiva. E Alice, volta com Guilherme ou fica com o enfermeiro? Tiago que foi apaixonado por Julia fica com a empregada? E o Cristiano que também amava Julia? 
Acho que é a primeira vez que faço previsões sobre uma novela aqui no blog... bem sempre tem uma primeira vez pra tudo, meu objetivo não é virar blogueira de telenovela, também porque não sou noveleira, mas é que hoje achei interessante essa temática de troca de casais, descoberta de novas possibilidades, geralmente agente fica vendo o casal de protagonista sofrendo pra ficar juntos durante toda a novela, enfim perto dos últimos capítulos eles começam finalmente ficar mais próximos até que enfim os empecilhos se resolvem e vão viver felizes para sempre. 
Talvez esse clima entre esses casais desacertados ainda mude, Julia e Abner ainda se acertem, apesar de fazer muito mais sentido Julia ficar com Ícaro, e Naomi com Abner, já que a Julia não causou grandes mudanças em Abner, com Julia ele continuou o mesmo bobo, caindo nas trapaças de Celeste, agora Naomi sim, essa parece que vai causar alguma mudança no durão, enquanto ela também sofre mudanças ao lado de Abner.
O amor parece provocar essas mudanças, abre as portas para uma espécie de evolução pessoal no individuo que o experimenta, é interessante observar isso, agente muda quando se apaixona, quando mudamos e essa mudança é significativa e claro positiva, é sinal que esse relacionamento nos faz bem, de alguma maneira o outro nos faz sentir, nos faz ser pessoas melhores, talvez pelo fato de que os relacionamentos nada mais são do que a melhor oportunidade para se evoluir, espiritualmente falando. 



QUADRILHA


João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.
Carlos Drummond de Andrade

sábado, 13 de agosto de 2011

 Todos os dias nos chegam presentes... eis aqui um em forma de poema, um poema de paz:


O dia mais belo: hoje
A coisa mais fácil: errar
O maior obstáculo: o medo
O maior erro: o abandono
A raiz de todos os males: o egoísmo
A distração mais bela: o trabalho
A pior derrota: o desânimo
Os melhores professores: as crianças
A primeira necessidade: comunicar-se
O que traz felicidade: ser útil aos demais
O pior defeito: o mau humor
A pessoa mais perigosa: a mentirosa
O pior sentimento: o rancor
O presente mais belo: o perdão
o mais imprescindível: o lar
A rota mais rápida: o caminho certo
A sensação mais agradável: a paz interior
A maior proteção efetiva: o sorriso
O maior remédio: o otimismo
A maior satisfação: o dever cumprido
A força mais potente do mundo: a fé
As pessoas mais necessárias: os pais
A mais bela de todas as coisas: O AMOR!!!
Madre Tereza de Calcutá

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Para Pensar.... Jesus e o simbolismo astrológico


JESUS E O SOL


"Não é de se estranhar, portanto, diante de tantas possibilidades de estarmos convergindo para um sincretismo étnico e religioso que, pelo mundo afora e em todos os tempos, tenha sido possível encontrar-se os mesmos rituais e religiões do Sol, tanto na Suméria, Babilônia, Assíria, Egito, quanto na Bretanha, Grécia e na Europa em geral, México e América Central, Austrália, enfim, em todo lugar!
A adoração ao fogo e ao astro-rei era o foco da religião na Índia, onde seus festivais homenageavam, simbolicamente, o ciclo do Sol, durante todo o ano.
Na história de Jesus é possível perceber-se constantes referências aos ciclos solares e aos simbolismos da astrologia e das escolas de mistérios. A coroa de espinhos nada mais seria que uma tosca representação dos raios solares, exatamente como a coroa de espigões em torno da cabeça da Estátua da Liberdade (Semiramis-Isis)! As cruzes e os círculos desenhados sobre cabeças também identificam o Sol e têm papel intensamente simbólico na astrologia.
Leonardo da Vinci, grão-mestre do Priorado de Sion (Sion=Zion=Sol) 61 usou desse mesmo simbolismo para pintar sua "Última Ceia", exposta em Milão. Ele dividiu os 12 discípulos (os doze símbolos do Zodíaco) em quatro grupos de três com Jesus, o Sol, no meio deles.
É voz corrente que Da Vinci também pode ter pintado um dos doze discípulos de sua Última Ceia (hoje bastante danificada e um tanto diferente do desenho original, por ter sofrido diversas restaurações), com feições femininas para que representasse, aos olhos iniciados, a deusa Semiramis, Ísis, Minerva, Barati.
Dizem os teóricos que a crença cristã de haver Jesus nascido em 25 de dezembro deve-se a uma data emprestada ao culto religioso do Sol Invictus (o Sol nunca vencido), pelas razões já aventadas. Ele teria morrido na Páscoa, pregado na cruz, versão tomada à mesmíssima história antiga, pois os egípcios já representavam Osíris na cruz, uma simbologia astrológica.
Segundo os antigos, o Sol teria levado três dias para se recuperar de sua "morte", em 21 ou 22 de dezembro. Nos Evangelhos, quantos dias se passaram entre a morte e a ressurreição de Jesus? Três! O mesmo tempo que o filho do deus babilônico, Ninus-Tammuz, demorou para se reerguer da morte!62
Assim o Evangelho de Lucas descreve como aconteceu a morte de Jesus (o Sol) na cruz:

"Por volta da hora sexta, as trevas cobriram toda a terra, até a hora nona, por haver o Sol se eclipsado." (Lucas, 23-44)
O Filho/Sol (Son/Sun, em inglês, com a mesma pronúncia) morreu e então se fizeram as trevas... E quantas horas se passaram na escuridão? Três!
O dia universal do repouso semanal cristão, o domingo, nada mais é do que o mesmo dedicado ao deus-sol Nemrod-Baal (SUN-day, dia do Sol na língua inglesa), ao passo que o dia da semana dedicado a Semiramis é a segunda-feira (MON-day, em inglês) ou, ainda melhor, MOON-day (dia da Lua, na mesma língua).
A tradição simbólica diz que Jesus foi crucificado na Páscoa certamente por ser o equinócio da primavera (no Hemisfério Norte), quando o Sol (Jesus) entra no signo astrológico de Áries (o Carneiro), e o Sol (Jesus) triunfa sobre a escuridão!
Não por acaso essa é a época em que, no Hemisfério Norte, a vida animal e vegetal se recompõem (é o tempo do renascimento), por haver nos dias mais claridade que escuridão...
Já as Igrejas Cristãs, todas elas, são construídas no sentido leste-oeste, com os altares voltados para o leste. Isso simplesmente significa que os fiéis, sem exceção, e provavelmente sem nunca haverem percebido, oram sempre em direção e reverência ao Sol nascente..."


fonte: http://www.umanovaera.com/simbolismo/Jesus_e_o_Sol.htm

terça-feira, 9 de agosto de 2011

A minha sombrinha....

Ainda ontem minha mãe, sem mais nem menos, me disse: "Encontrei sua sombrinha", na verdade eu não estava procurando, mas na ultima chuva que caiu senti falta dela, e comentei com minha mãe que não a encontrava. Ontem fazia um calor muito grande, e não tinha sinal nenhum de chuva, então quando ela me disse que a havia encontrado, não dei muita atenção, só disse: "Ah mas não vou precisar dela". Minha mãe então disse que havia deixado a sombrinha no meu quarto. Fui fazer minhas coisas, correria de segunda-feira, aquele calor, e até me esqueci da tal sombrinha. E olha só que hoje a danada da chuvinha começou cair logo cedo. 
Agente muitas vezes não dá atenção a inúmeras coisas que acontecem no nosso dia a dia, eu costumo dizer que agente liga o piloto automático, e esquece de por atenção. Essa minha historinha cotidiana não teria sentido algum se hoje pela manhã ao abrir minha janela eu avistasse ao longe o lindo sol nascer, mas como vi no lugar do sol, nuvens de chuva, e olhando um pouco abaixo da janela na minha mesinha a sombrinha deixada ontem pela minha mãe foi inevitável não pensar naquela frase "Ah mas não vou precisar dela" o dia de amanhã é um presente surpresa. Todo dia agente recebe chaves que abrem as portas necessárias para a nossa realização. 
Devemos colocar mais atenção às coisas, também àquelas mais simples, aquelas que parecem insignificantes, quando agente começa a prestar atenção, olhar com mais carinho os sinais passam se tornar mais evidentes, a todo minuto estamos sendo agraciados com aprendizado, oportunidade de sermos melhores, de evoluir e é importante estar aberto à essas oportunidades.
Para alguns a história com a sombrinha vai parecer bobagem, para outros uma oportunidade de perceber que nada acontece por acaso... 

Boa semana a todos!!!

domingo, 7 de agosto de 2011

O efeito Sombra

Estou lendo e adorando...

O efeito sombra
Encontre o poder escondido na sua verdade! Encontre a sua Sombra e transforme-a no caminho para os seus sonhos.
Imagine que existe uma parte em cada ser humano esperando ser descoberta e que tem o poder de nos ensinar, treinar e guiar para que alcancemos força, criatividade, brilho e felicidade. Imagine que tudo o que você deseja está ao seu alcance, esperando ser reconhecido, ouvido e abraçado. Porém esta parte não é paciente e, quando ignorada, ela pode sabotar nossas vidas, destruir nossas relações, eliminar nosso espírito e nos manter longe de nossos sonhos. Então, o que é esta parte misteriosa de nós mesmos, escondida nas profundezas de nossas consciências? Esta é a Sombra humana. Descubra a sua. Você está preparado?
O Efeito Sombra (Lua de Papel).
Aqui um teste legal sobre o efeito sombra em você... http://veja.abril.com.br/testes/o-efeito-sombra.shtml